Clube Naval de Cascais 80 years

PortuguêsEnglish (UK)
 
 
Friday, 03 September 2021 19:04

Campeonato do Mundo da Classe SB20

Campeonato do Mundo da Classe SB20 Neuza Aires Pereira

 

Portugal, Cascais, o Clube Naval de Cascais e a comunidade da vela portuguesa podem estar orgulhosos do êxito que constituiu mais um Campeonato do Mundo da modalidade realizado em águas cascalenses. Ao longo de uma intensa semana, as mais de duas centenas de velejadores que se deslocaram a território luso para participar no Cascais SB20 World Championship 2021, oriundos de nada menos do que treze países (Bélgica, Brasil, Espanha, Estónia, França, Inglaterra, Irlanda, Países Baixos, Portugal, Federação de Vela Russa, Singapura, Suíça e Ucrânia), proporcionaram um excelente espetáculo a todos os amantes e apreciadores da competição, cumprindo doze regatas repletas de ação e acérrima luta pelas melhores posições.

No dia de encerramento do evento, aquele que acabou por decidir os lugares cimeiros da tabela classificativa, foram disputadas as duas últimas regatas de um Mundial dedicado a uma das classes que mais velejadores tem conquistado em Portugal nos anos mais recentes, e que continua a crescer de forma acelerada e sustentada. Os 66 barcos em compita decoraram de forma ímpar o Campo de Regatas da Guia, voltando Cascais a brindar os atletas com mais um excelente dia de vela, também graças às ótimas condições atmosféricas: céu limpo e um sol radioso, temperaturas por demais aprazíveis, e o vento a soprar do quadrante noroeste, com uma intensidade de 10-13 nós.

Neste último dia do campeonato surgiram em lugar de destaque algumas tripulações que, até então, não tinham sobressaído tanto, o que, sem com isso lhes retirar qualquer mérito, também indicia que os candidatos ao pódio adotaram uma postura mais tacticista e cautelosa, para não colocarem excessivamente em risco a sua posição na tabela classificativa.

Deste modo, a vitória na primeira regata sorriu ao Glasgow Kiss, de Nils Razmilovic, com David Salembier e o velejador do CNCascais, Pedro Andrade, em representação do Royal Hong King Yacht Club, cabendo o segundo posto ao Quebramar, do Clube Naval de Cascais, com Rui Brites ao leme, acompanhado de Pedro Costa, Patrícia Bastos e Martim Fernandes. A terceira posição coube ao que foi, porventura, o principal animador da prova, o Open Bar, de Henrique Haddad, com Mário Trindade, Leonardo Lombardi e Pedro Caldas, igualmente a defender as cores do CNC.

Na segunda regata, e última do Cascais SB20 World Championship 2021, cruzou primeiro a linha de chegada o Xcellent, de John Pollard, com Steven Procter e Rhos Hawes, do Royal Torbay Yacht Club, de Torquay, Inglaterra. Seguiu-se-lhe o MST, de Vasily Grigoriev, acompanhado de Maxim Kuzmin e Mikhail Markin, em representação do Pirogovo Golf and Yacht Club, cabendo o terceiro posto ao ted, tripulado por Michael O’Connor, na companhia de Davy Taylor e Ed Cook, sob a égide do Royal Saint George Yacht Club, de Dun Laoghaire, na baía de Dublin, Irlanda.

Com tudo isto, e depois de mais um terceiro lugar, tendo a equipa aproveitado para descartar dos seus resultados a última regata do torneio, Henrique Haddad, com Mário Trindade, Leonardo Lombardi e Pedro Caldas, a bordo do Open Bar, são os novos Campeões do Mundo da Classe SB20. Título que lhes assenta com toda a justiça, tanto mais que foram a formação que mais regatas venceu (um terço das doze realizadas), terminando com 78 pontos.

Por seu turno, graças ao bom desempenho no final do campeonato, em especial nos dois últimos dias, o Comet/Space Cobras, de Liza Zherebetsova, Artem Basalkin, Andrey Klochko e Andrey Tukalov, do SVMS Saint Petersburg/CSKA/CSPSKS, conseguiu progredir na tabela até terminar com 117,2 pontos, o que lhe garantiu o segundo lugar final. O lugar mais baixo do pódio acabou por caber a uma das tripulações mais regulares de todo o evento a do Estonia Delight, liderada por Tonu Toniste, Toomas Toniste e Andres Viisemann, que terminou com 119 pontos.

Entre as senhoras, e confirmando uma tendência que foi notória durante praticamente toda a prova, a tripulação melhor classificada, na 9ª posição da geral, foi a do Shifter Pro Youth France, do Yacht Club de Cannes, comandada por Paola Amar, na companhia de Gabriel Skoczek, Marine Gauvrit e Timothe Lapaw. No 13º posto da geral ficou o Ladies First/Naturea Sailing Team, de Carolina João, com Federica Franchi, Joana Azevedo e Zezi Cardoso, do Sport Algés e Dafiundo, ao passo que o Naturea Sailing Team/Fitch foi 21º, levando a bordo Mafalda Pires de Lima, Mariana Lobato, Francisco Maia e Matilde Pinheiro de Melo, do Clube de Vela Atlântico.

Quanto às tripulações que representaram Portugal, a melhor foi a do Madeira Islands, da Associação Náutica da Madeira, liderada por John Tavares, na companhia de dois velejadores do CNCascais, Bernardo Freitas e Paulo Manso, que conquistou o 5º lugar da geral. No 10º posto ficou o Youth Team Portugal/Marisco na Praça, de Henrique Brites, com João Bolina, Luís Pinheiro e Rafael Rodrigues, do CNCascais; a 12ª posição coube ao Another Affair, de Tiago Morais, Miguel Oliveira e Francisco Oliveira, do Clube de Vela Atlantico; o 16º lugar foi para o inetum.~#PositiveDigitalFlow, de Manuel Marques, com Hugo Mastbaum e Luis Queiroz, do CNCascais; logo seguido do Solyd Sailing Team, dos Campeoes Nacionais de SB20 em título, Vasco Serpa, Joaquim Moreira e Pedro Costa Alemão, do CNCascais.

Após uma performance verdadeiramente de topo, a palavra teria, obrigatoriamente, que ser dada aos grandes vencedores do Cascais SB20 World Championship 2021, na pessoa de Henrique Haddad: “Hoje é um dia muito especial para nós, somos Campeões do Mundo, e estamos muito contentes por estar aqui. Estou com os meus amigos, amigos que fiz graças a esta extraordinária modalidade, e também estou aqui, num local em que realmente adoro velejar, porque considero Cascais um dos melhores sítios do mundo para andar à vela.

Esta semana não tivemos as melhores condições, por assim dizer, para velejar em Cascais, mas, para nós, de todo o modo, foi muito bom, porque conseguimos ser bastante competitivos ao longo desta semana”.

Mário Trindade, também da equipa brasileira, acrescentou: “Fui deveras uma boa semana, um bom projeto desde o início, para dizer a verdade. Penso que iniciámos este projeto com o objetivo de vencer este Mundial, e lutámos um pouco com a Covid, e acabámos por ter eventos em que alguns de nós não puderam participar, especialmente eu. Mas acabámos por realizar uma prova de que estamos muito orgulhosos, vencemos por uma boa margem, e penso que isso reflete um pouco o quão especial é esta equipa. E estamos muito contentes com tudo. Cascais é fantástico. Como o Henrique já disse, não proporcionou as condições de vela de topo que, normalmente, Cascais oferece, mas foi muito bom para a equipa e para o nosso desempenho. Foi perfeito!”.

A alegria dos campeões esteve espelhada também em Leonardo Lombardi, que fez questão de comentar a atuação da equipa: “Gostava de dizer algumas palavras. Desde o início, tinha para mim, na minha mente, que isto era apenas mais do que apenas um troféu. Não se tratava de ganhar o Campeonato do Mundo, era mais do que velejar. Os meus companheiros de equipa são referência para mim. Aprendo com eles, e estou extremamente grato por esta formação, por ter esta oportunidade. Virei para Lisboa para estudar durante um ano, será um novo começo para a minha vida, é fantástico e não tenho palavras para os meus colegas de equipa, obrigado a todos”.

Satisfação, também, para Paola Amar, leme do Shifter Pro Youth France, que a bordo levou a tripulação feminina melhor classificada: “Foi uma semana longa e dura, com bons velejadores, e de que gostámos muito, e penso que tivemos sorte com a organização, que soube tirar pleno partido do evento. Para nós foi complicado, porque não treinámos antes do campeonato, pelo menos com a equipa toda reunida, e, assim, no final estamos satisfeitos com os resultados alcançados. Obrigado a Cascais e a todas as pessoas que organizaram o evento”.

Após cinco dias de muita intensidade competitiva, os participantes no Cascais SB20 World Championship 2021 reuniram-se na sede do Clube Naval de Cascais para a tradicional e incontornável cerimónia da entrega de prémios, como habitualmente seguida do sempre tão apreciado momento de saudável convívio entre todos – a melhor forma de encerrar o evento. De recordar que a realização, por parte do Clube Naval de Cascais, de mais um Campeonato do Mundo de vela, que reuniu alguns dos principais nomes da classe SB20, tanto a nível nacional como mundial, só foi possível graças ao patrocínio da Câmara Municipal de Cascais, Turismo de Portugal, IPDJ, Federação Portuguesa de Vela, Leitão & Irmão, Vista Alegre, Solyd, Sagres, Simões & Gaspar, Lusíada Saúde, Clarins Men, Clarins e JCDecaux.

Resultados:

https://www.cncascais.com/index.php?option=com_rib&view=item&id=1256&catid=2&Itemid=157&lang=pt#results

O CNC é membro de

ICOYC Logo Rodape

botao inscricoes1

Últimas notícias